4 de junho de 2008

Atendimento Criativo – Participe do Workshop


Notícia boa. Recentemente publiquei aqui no blog um post sobre um workshop de Criatividade ministrado pelo redator Paulo Azeredo. Paulo é daquelas pessoas que acreditam em colaboração, que acreditam que a criatividade é para todos e de todos. Então, bateu, mexeu, e virou realidade: estamos trazendo para os Atendimentos e demais leitores do blog a oportunidade de participar de uma edição especial do workshop Criatividade: Ouse & Agite, com um superdesconto.

O workshop acontecerá no Rio de Janeiro, no próximo dia 21 de junho. Fique por dentro de tudo o que vai acontecer e inscreva-se já. Leia abaixo a entrevista que fiz com o Paulo Azeredo:

KV - Por que um Workshop destinado ao Atendimento? Na sua opinião falta criatividade a esses profissionais?
Azeredo – Criatividade é o que não falta pra ninguém. O que pode faltar é a oportunidade de colocá-la pra fora. Criativo todo mundo é, portanto, estar ou não estar criativo passa a ser a questão. Acredito que todo e qualquer profissional pode e deve despertar, desenvolver e/ou manter sua criatividade em dia. E isso vale pra mim, pra você, pra eles, pros clientes. Quanto ao foco do workshop, vários amigos meus de Atendimento já me tinham sugerido que focasse essa área. Já estava nos planos e quando surgiu o convite do Blog, tudo se encaixou.

KV- Você afirma que todo mundo é criativo. Entretanto, você acha que o pessoal da criação em geral admite que todo mundo é criativo?

Azeredo - Acho que não. De um modo geral continuamos ainda muito ligados no próprio umbigo. Como imaginar que uma dona de casa, que um chofer de táxi, um cirurgião, um Atendimento ou um garoto no sinal possam ser criativos. Criativos somos nós! Não é assim que os próprios profissionais dos outros departamentos da agência (ainda) nos chamam? Assim fica difícil...

KV- Aliás, você nunca gostou dessa história de “criativo” da agência tal...
Azeredo
- Acho uma bobagem, parece até que criatividade é privilégio da gente. Talvez porque tenha tido a chance de trabalhar com muitos contatos e planejadores muito criativos. A estratégia, o briefing e muitas vezes até a sugestão de tom de campanha, eram irretocáveis! Caminhos muito bem pensados, juntando conhecimento com imaginação, flexibilidade, ousadia. E, no final, “criativo” era só a gente. Eu nunca me senti lisonjeado com isso.

KV- O novo, o diferente sempre assustam. Tiram as pessoas de suas áreas de conforto. A tendência é se refugiar no já conhecido...
Azeredo
- Assim como na Criação, ainda temos “tarefeiros” soltos por todos os departamentos da agência (e dos fornecedores, e dos parceiros, e dos veículos, e dos clientes). É um problema geral. O cara apenas desova o trabalho, faz o que foi pedido e é incapaz de tentar acrescentar alguma coisa. Muitas empresas me chamam exatamente pra sacudir seus “funcionários públicos”. De todos os níveis.

KV - Que novos desafios você, como profissional de criação, vê para o Atendimento?
Azeredo
– Vários, e temos que tentar resolvê-los colaborativamente. Os clientes precisam de profissionais mais capazes de interagir em cenários de ameaça, incerteza, enfim, de mudanças cada vez mais rápidas e freqüentes. A comunicação precisa de novos caminhos e alternativas, como sempre. O consumidor final está cada vez mais consciente, exige novas posturas e atitudes, inclusive “fora” do produto ou serviço. E a sustentabilidade chegando com tudo e modificando tudo. Hoje em dia, até funcionário de autarquia precisa ser mais criativo. E do jeito que as coisas vão, ontem já faz um tempão...

KV – Para dar água na boca: como será o workshop?
Azeredo
- A gente vai trabalhar muitos quesitos: geração de idéias, quantidade e qualidade. Isso quer dizer foco, paciência, adequação, pertinência. Níveis de curiosidade, observação, exigência, originalidade, acomodação, autoconfiança, iniciativa, colaboração. De um modo geral, os exercícios são muito simples. Alguns divertidos, outros nem tanto, mas a galera curte, se diverte. Mas o mais importante é a oportunidade que cada um tem de perceber suas próprias facilidades e deficiências diante das possibilidades que cada exercício oferece. Sacar isso, na minha opinião é aquilo que há muito tempo se conhece como o pulo do gato.

KV - Se é o pulo do gato, explique melhor.
Azeredo
- A tendência básica, qual é? Trabalhar exaustivamente pra “combater” nossas deficiências e nos acomodarmos no desenvolvimento daquilo em que a gente já é melhor. Eu discordo, essa é a regra do sobrevivente. Temos que trabalhar as dificuldades sim, mas jamais nos acomodarmos exatamente naquilo em que a gente mais gosta, mais leva jeito, tem mais facilidade de aprender. Porque é exatamente aí que você pode SOBRESSAIR! E, aqui entre nós, hoje em dia, até pra sobreviver você precisa sobressair, não é verdade?

KV – Serão 4 horas de pauleira...
Azeredo
- Direto. Mas prefiro dizer que são 4 horas que vão render pra vida inteira.

KV- Algum pré-requisito básico para fazer o workshop?
Azeredo
- Apenas três: lápis, papel e vontade.

KV – Puxa, isso é tudo o que o Atendimento tem sempre à mão!
Azeredo
– Então, tá feito. Vale lembrar pro pessoal que as vagas são limitadas.
__________________________________________________________
SERVIÇO
Workshop "Criatividade: Ouse & Agite"
Dia: 21 de junho de 2008 (sábado)
Local: Estrada das Canoas, 722 – São Conrado – Rio de Janeiro
Horário: das 13:30h às 17:30h
Investimento: R$ 250,00 ou apenas R$ 150,00 para inscrições através do blog Fazendo Atendimento Publicitário. Envie um e-mail com o ASSUNTO: QUERO ME INSCREVER NO WORKSHOP CRIATIVIDADE para esse endereço aqui
Vagas limitadas a 15 participantes.

4 comentários:

Gondim disse...

Estava fazendo uma pesquisa na Internet e achei o blog por acaso. E também por acaso achei no blog o meu amigo Paulinho Azeredo, com quem tive o prazer de trabalhar, há cerca de 10 anos, no Rio de Janeiro. Espero que o Paulinho veja esse comentário.E, pelo que eu conheço do trabalho dele, pode apostar que esse workshop vai ser um mega sucesso. Parabéns, Kátia, pela entrevista.

Rynaldo Gondim, redator da AlmapBBDO.

Cristina disse...

Achei muito interessante....existe a possibilidade desse workshop vir para SP?


Cristina - Atendimento McCann

Kátia Viola disse...

O workshop pode ser realizado em SP. Se precisar de mais informações, mande um email para violak98@yahoo.com com seus contatos.

Rodrigo disse...

A idéia do Workshop é muito boa, se vier para SP vai ajudar muito.

Rodrigo Canadá, Atendimento Samba